Digital circlism: essa pode ser a inspiração de que você precisa

Técnica do artista Ben Heine usa luz, cores e formas redondas
para dar ilusão de profundidade.

digital-circlism

Artista cria arte digital com fotografia de artistas. Imagem: Ben Heine/Divulgação

Não é de hoje que as luzes e os círculos se juntam para criar um efeito estético na arte. Os artistas impressionistas, no século 19, já tentavam transmitir os sentimentos a partir da luz, e não do objeto em si. Mas agora a novidade é a digital circlism, uma arte feita no computador e que inspirar seu novo projeto gráfico. Para começo de conversa, essa técnica aparece no ensaio Digital circlism, iniciado no ano de 2010 pelo belga Ben Heine. Bacharel em Jornalismo, o artista é autodidata na fotografia e na pintura digital.

Ele tem como referências artísticas escolas como o Surrealismo e a Pop Art, e isso se reflete no seu digital circlism: uma série de retratos de personalidades famosas (como Elvis Presley, Lady Gaga, Jesus Cristo) “pintadas” a partir de pequenos círculos, coloridos individualmente.

Como faz?

Mas qual é a técnica de Ben Heine? Ele começa escolhendo uma fotografia de um artista de que goste para ter como base. Após escolher a foto certa, o artista começa a transformar a imagem em uma pintura digital mais suave. Essa pintura, feita em um editor de imagem, passa a receber os círculos coloridos e, após um processo de 100 a 180 horas, está pronta.

Vídeo: https://youtu.be/xyJ0dQZ7Xsk

Mais inspiração

Ben-Heine

Imagem: Ben Heine/Divulgação

É de autoria de Ben Heine, também, o ensaio chamado de Pencil vs câmera, anterior à técnica do digital circlism. Em Pencil vs câmera, o autodidata europeu trabalha com fotografias, desenhos feitos a mão e, novamente, editores de imagem. O processo inclui uma foto para qual Ben fará um desenho (que se encaixa perfeitamente na imagem, mas cria uma realidade paralela).

Meu projeto

A técnica do digital circlism pode sair das galerias de arte e compor seu projeto gráfico. Na hora de imprimir seu trabalho, a Composer Gráfica é referência em qualidade e agilidade. Com mais de 20 anos no mercado, a Composer tem um parque gráfico com mais de 1000 metros quadrados. Solicite o orçamento e conheça a gráfica.

Por que usar fonte com serifa?

Escolha do tipo reflete diretamente no seu projeto.
Veja dicas e solicite orçamento na Composer Gráfica

Tipografia

Da esquerda para direita: fonte com serifa e fonte sem serifa. Imagem: Wikipedia/Colagem

A serifa é um elemento do tipo e pensar se a fonte deve ou não ter serifa impacta diretamente na imagem que você quer passar do seu produto. Mas o que é uma fonte com serifa ou serifada? Na linguagem do Design Gráfico, serifa é um traço ou barra que aparece nas extremidades de algumas letras. Exemplos de fonte que você deve conhecer com serifa: Times New Roman, Georgia e a Courier New.

Agora que você já sabe o que é uma fonte serifada, em que casos o cliente deve recorrer a ela? De maneira geral, a serifa é um artifício a mais na letra que aumenta a legibilidade. Por outro lado, as letras com serifa estão relacionadas a atividades menos modernas e mais tradicionais. Veja as dicas e saiba por que escolher uma fonte com serifa.

Legibilidade

Fontes com serifa provocam a ideia de texto mais fluido e muitos designers defendem que esse tipo é ideal para diferenciar as palavras em um texto (por isso muitos jornais e revistas usam letras, principalmente no título, com serifa). Sabe-se que o leitor não lê um texto letra a letra, e sim palavra por palavra. Nesse contexto, ter uma fonte que se destaca com serifa parece ser mais atraente à nossa percepção.

História

Um ponto que é reforçado por designers que defendem o uso de letras com serifa é que nós estamos acostumados a ver esses tipos há muito. Então a informação que chega ao nosso cérebro quando nos deparamos com uma fonte com serifa é de uma experiência positiva de leitura anterior.

Tradição

Até por serem muito presentes e tradicionais no nosso dia, as fontes com serifa podem ser usadas na sua marca para ressaltar a confiança do consumidor ou ainda para causar a sensação de sofisticação. Por outro lado, as qualidades mais modernas e de leveza estão relacionadas às fontes sem serifa. Você pode conferir o post anterior do blog sobre fontes sem serifa aqui (http://composergrafica.com/blog/dica-porque-devemos-usar-a-fonte-em-curvas/).

Atração

Fontes com serifa têm, como já se sabe, barras ou traços e se destacam das fontes sem serifa. Esse é um motivo pelo qual muitas empresas escolhem destacar sua marca com uma fonte serifada, porque a ideia é que fontes sem serifa possam causar sensação de banalidade ou falta de personalidade.

Gráfica

Já escolheu a fonte certa para seu projeto? O próximo passo é imprimir seu conteúdo na Composer Gráfica, que tem mais de 20 anos de experiência no mercado e entrega, em curto prazo, o projeto gráfico com a maior qualidade e refinamento. A gráfica tem mais de 1000 metros quadrados e investe em tecnologia. Solicite seu orçamento conosco e faça-nos uma visita.

Convite: A importância do seu material e impressão

Responsável pela circulação de informações dentro de uma empresa ou instituição, o jornal interno tornou-se um elemento imprescindível para o sucesso das organizações.

 

O uso de ferramentas de comunicação próprias encontra-se em escala crescente no Brasil já que empresas, de todos os tipos e dimensões, estão compreendendo que a veiculação interna de informações é essencial para a interação entre os funcionários e, consequentemente, para a performance dos negócios.

Os resultados positivos conquistados com o desenvolvimento desse tipo de ação vão desde um melhor engajamento dos funcionários com a empresa até ao progresso da satisfação da equipe com a gestão. Ou seja, investir em um jornal interno é garantir um clima organizacional prazeroso e propício ao crescimento.

Os jornais podem ser impressos em vários tipos de papéis, mas alguns são os mais indicados para esse tipo de uso.

Continue lendo

Como escolher a melhor gráfica para os seus projetos?

Existem mais de 21 mil gráficas no Brasil. Com tanta oferta, saiba qual empresa contratar.

grafica

 

Não adianta ter um ótimo material de divulgação ou um projeto incrível se você não tem uma gráfica que finalize o trabalho com qualidade. Profissionais do mercado de economia criativa devem ficar atentos na hora de escolher a gráfica certa.

Continue lendo