Imagem: Michael Gaida/Pixabay

Tipos de papel adesivo

Seja para personalizar itens de uma festa, criar etiquetas diferentes ou simplesmente usar na decoração, adesivos são muito úteis e versáteis. Mas você sabia que existem tipos de papel diferentes, cada um mais indicado para um tipo de acabamento? Pois é, vamos conhecer um pouco mais sobre eles agora:

Antes de tudo, é preciso esclarecer que o nome técnico é papel vinil adesivo. Cada uma das variantes dele apresentam diferenças que influenciam no resultado final da sua criação gráfica, por isso a importância de saber melhor sobre eles.

  • Vinil fosco – Tem acabamento acetinado e recebe bem as na impressão cores. É versátil e indicado para decoração em ambientes de festa, já que não reflete com tanta intensidade a luz. Encontramos exemplos de vinil fosco especialmente em artigos de decoração.
  • Vinil brilho – Na impressão, as cores ficam um pouco mais saturadas. Não é tão utilizado em ambientes externos como o vinil fosco por refletir muito a luz, mas ganha seu espaço em etiquetas personalizadas.
  • Vinil transparente – Não tem tanta função decorativa, por isso é mais usada para proteção de vidros e janelas. Permite a impressão digital.
  • Vinil metalizado – Bastante usado no mercado publicitário por permitir recortes especiais que dão destaque às marcas das empresas. Tem duração alta.
  • Vinil eletrostático – Também amplamente utilizado no mercado publicitário para fixação em outdoors de metal, por não haver a necessidade do uso de cola. São muito usados também em vitrines de lojas para indicar preços especiais e promoções.

Viu quantos tipos existem? Agora é só escolher o mais adequado à sua necessidade!

Imagem: Michael Gaida/Pixabay

hand-lettering

Hand Lettering: tendência que continua forte em 2017

Todos os anos surgem novas tendências na criação e concepção de artes gráficas. O vintage já predominou em uma época, assim como os cartazes tipográficos meio hipsters que misturavam diversas fontes para criar uma unidade à peça.

E em 2016 o que mais vimos em cartazes, outdoors, cartões, banners e tudo o que tinha direito eram aquelas letrinhas desenhadas, como se tivessem sido escritas com um pincel.

O nome dessa técnica se chama Hand Lettering e ganhou esse nome por significar ‘letra de mão’ algo como fazer uma letra cursiva, só que mais especial. A boa notícia é que ela continua firme e forte nesse ano.

Apesar de aparecer com mais frequência como na imagem acima, na cor preta, redonda e com aspecto de tinta mesmo (o que traz um toque mais feminino para a arte) as fontes de Lettering não estão presas a apenas esse modelo e podem vir em outras cores, personalidades e estilos, mantendo a unidade no modo cursivo.

Quando idealizar sua peça gráfica, é interessante pensar em como trazer a tendência para sua criação de modo que ela fique única e transmita a mensagem de modo satisfatório. Trazer o Lettering pode ser uma boa alternativa para convites de casamento mais moderninhos, assim como para uma nova identidade visual de marca, quadros e até mesmo um toque diferente em peças gráficas como calendários.

O importante é adequar a tendência à mensagem que se deseja passar, se o Hand Lettering combinar com o que você deseja, vá em frente.

Continue ligado em nosso blog para mais dicas e novidades!