Imagem: Fotownetrza/Pixabay

Acabamentos de valorização

Imagem: Fotownetrza/Pixabay

Numa gráfica, quando o processo de desenvolvimento das peças está chegando ao fim, chega o momento de fazermos os tão conhecidos acabamentos. No entanto, o que pouca gente sabe é que existem diferentes tipos: os de finalização e os de valorização.

De olho nisso, decidimos fazer dois posts aqui no blog da Composer, para que todos entendam as diferenças que existem entre esses acabamentos e saibam qual tipo é mais adequado para sua ideia.

Já falamos sobre acabamentos de finalização nesse post. Nesse segundo texto falaremos sobre os de valorização e daremos alguns exemplos práticos.

Os acabamentos de valorização são os processos que têm função de trazer algo a mais para a peça. A ideia aqui não é facilitar o manuseio, ou proteger, mas dar um valor subjetivo para o produto.

São os acabamentos de valorização que dão elegância e distinção para as peças, trazendo distinção para elas.

Alguns exemplos de acabamentos de valorização são:

  • Laminação – A laminação traz de forma muito mais sutil o aspecto da plastificação. O cliente pode escolher se prefere a opção brilho ou fosca, de acordo com o objetivo da peça. Valoriza muito o produto final e é uma opção de acabamento mais barata se comparada com as outras existentes.
  • Verniz – O verniz é amplamente usado quando se deseja destacar algum aspecto da peça. Além de valorizar bastante a peça, apresenta resistência a umidade e ao manuseio. O verniz reserva é o mais indicado para pequenos detalhes em cartões de visita, por exemplo.
  • Hot Stamping – O Hot Stamping é um tipo de impressão com efeito metalizado. Geralmente é usado em detalhes de livros, artigos em couro, embalagens, cartões de visitas e convites, geralmente na cor dourada.
  • Faca de corte – Muito usada na criação de diferentes embalagens, a faca de corte jamais pode ser confundida com o refile. Ela é utilizada quando são necessários cortes em formatos diferentes e não existentes. Para isso, é confeccionada uma lâmina com o formato desejado num suporte de madeira. Também é usada em cartões de visitas criativos, capas de CDs e folders.
  • Relevo Americano – O relevo americano é responsável por trazer um pouco de textura para a peça. Tem o custo elevado e é muito usado nos monogramas de convites de casamento.