Tipos de papel para cada ocasião

Mesmo para quem não entende muito sobre materiais gráficos, é possível perceber as diferenças básicas entre diferentes papéis, diferentes tipos de impressões e objetivos com essas escolhas. O material escolhido para produzir um convite de aniversário infantil não é o mesmo utilizado para entregar um trabalho acadêmico.

Conhecer, basicamente, as diferenças entre os principais tipos de papéis e como utilizá-los pode ajudar no momento de produzir um material gráfico e comunicar a gráfica a sua escolha. Confira a lista que a Composer preparou com os principais tipos de papéis e onde eles são mais utilizados.

 

tipos-de-papel

 

Conheça os tipos de papel mais comuns

 

Papel Offset

Com gramaturas entre 90 g e 120 g, produzido para ser impresso em larga escala e baixo custo, tem um acabamento liso e lembra o papel sulfite, apesar de ter uma qualidade superior. Sua maior indicação é para papel timbrado e blocos de notas.

 

Papel Reciclado

Esse papel offset reciclado, com gramaturas entre 90 g e 120 g, tem cor parda e um aspecto diferente dos demais tipos de papéis. O material é 100% descartado e sustentável, também indicado para papel timbrado e bloco de notas.

 

Papel Couché Brilho

Com gramaturas entre 115g e 300g, a técnica utilizada nesse papel utiliza um revestimento mais liso e uniforme para receber a tinta, o que resulta em um melhor comportamento de cores na impressão. Esse papel também reflete mais luz, então apresenta alto brilho, o que pode atrapalhar a leitura. É indicado para interior de catálogos, capas, flyers e cartões de visita.

 

Papel Couché Fosco

Por absorver mais luz, deixa a cor impressa no papel mais pura, que pode oferecer mais ar de sofisticação. Também utilizado em folders, cartazes e flyers, as gramaturas também variam entre 115g e 300g.